quarta-feira, 22 de julho de 2009

Voo de Helicoptero em 1967 sobre o Rio com Roberto Carlos

O comandante Marcel Mendes descobriu esta preciosidade historica. O texto a seguir de autoria desconhecida explica detalhes desta aventura.
adilar
O helicóptero pertencia à antiga Companhia VOTEC (Vôos Técnicos e Executivos), facilmente identificada pela logo-marca. Foi a primeira empresa contratada para efetuar vôos para as plataformas marítimas da PETROBRAS. Trata-se de um clip gravado durante a produção do filme 'Roberto Carlos em ritmo de aventura', elaborado em plena época da Jovem Guarda. Na travessia do Túnel Novo, o trânsito foi interrompido, é possível ver alguns veículos aguardando o término da ação. Ainda não existiam a Torre do Rio Sul ou o Condomínio Morada do Sol. A Avenida Atlântica possuía, apenas, uma pista de rolamento. Ao passar pela Cinelândia (Avenidas 13 de Maio e Rio Branco) pode ser visto o antigo Senado Federal (conhecido como Palácio Monroe) demolido durante as obras do Metrô Rio (não perguntem por quê). O pouso foi feito no prédio do antigo Banco do Estado da Guanabara, hoje, Banco Itaú S.A., na Avenida Nilo Peçanha, provavelmente, o único heliporto existente, então, no centro da cidade. Naquela época que deixou muitas saudades, o Rio de Janeiro era chamado de Estado da Guanabara. E praticamente sem favelas!!!!! O piloto que realizou este vôo já faleceu e pelas normas atuais de segurança seria impossível realizar um procedimento semelhante. Vejam que o helicóptero não tem portas e o Roberto está sem cinto.. Até hoje se elogia a habilidade do piloto em passar pelo túnel, em uma única passagem, sem um treinamento mais específico.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário